Samaia chega no Rio Grande do Sul para quinta etapa e projeta quebra de recorde

Pista em Santa Cruz do Sul é uma das preferidas do piloto, que já correu no local em duas oportunidades

As curvas do Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul, não intimidam Guilherme Samaia. Muito pelo contrário. Esta é uma das pistas preferidas do piloto, ao lado de Interlagos, em São Paulo.

É lá, em Santa Cruz do Sul, que acontece a quinta etapa da Fórmula 3 nos dias 17 e 18 de agosto e Samaia tem se preparado dia após dia para manter a liderança. “Acredito que vamos chegar bem fortes, pois tenho me preparado muito, e com bastante tempo na pista na Inglaterra, desde a última etapa no Brasil”.

Samaia tem experiência em Santa Cruz do Sul. Já correu por lá em 2015, na F3 Light, e em 2016, quando competiu na F3 pela primeira vez. “Adoro essa pista e sempre fui rápido nela. É cheia de curvas de alta velocidade, com poucas áreas de escape, o que exige muita atenção e precisão, como também exige demais do físico do piloto. É um circuito difícil, mas que gosto muito”, disse.

O circuito é um dos mais novos no Brasil e o recorde de volta mais rápida pertence à Fórmula 3. Em 2015, Pedro Piquet cravou 1’10″468. Samaia, que recentemente quebrou o recorde em Velo Città com 1’21”028, vai tentar buscar uma nova marca. “Vai ser difícil, pois o asfalto está mais ‘gasto’, causando uma perda no grip. Este ano, os carros ainda tiveram seus motores reduzidos em potência, ou seja, têm menos velocidade em comparação ao carro que Pedro bateu o recorde. Mas é claro que gostaria muito de quebrar mais um recorde e vou tentar”.

image004 - Samaia chega no Rio Grande do Sul para quinta etapa e projeta quebra de recorde

Flávia Santucci

(11) 3846-5787 • r 22 | (21) 3461-4616

www.approach.com.br 

cid:image001.png@01D229FD.51616DD0